Dow´s Vintage 2007


Característica diferenciadora: Elegância, harmonia e poder

Preço: 130
Onde: Garrafeira Nacional
Comentário: Tive a oportunidade de beber vários Vintages de 2007. Gostei muito do Grahm´s mas o Fonseca foi o que mais prazer me deu a beber. O Grahm´s num estilo mais doce, o Fonseca num estilo mais sóbrio e mais seco.
Já tinha bebido por duas vezes o Vintage de 2007 da Dow´s. Sempre o achei muito bom mas não fabuloso. Quando o bebia lembrava-me sempre de outros de que tinha gostado mais. Mas, como não há duas sem três, agarrei na última garrafinha que tinha lá em casa e, de véspera, coloquei-a na vertical para que o sedimento ficasse alojado na base. Decantei 3 horas ates de servir e mantive a temperatura de serviço controlada. Depois, bem …depois foi a perfeição! Um Vintage cheio de fruta, com muita acidez, taninos muito finos e maduros. Guloso. Super harmonioso. Denso e elegante. Monumental. Um Vintage novo perfeito!
Nota: este foi o vinho, de todos os que já bebi, que mais prazer me proporcionou!
Provador: Bruno Miguel Jorge
Recent Posts
Showing 5 comments
  • Flavio Henrique Silva
    Responder

    Caro Bruno,
    Minha experiência com Vintages é limitada, mas lembro-me de ter bebido um Graham's 1985 que marcou-me como sendo um dos melhores vinhos que já bebi. Tentei adquirir o Dow's 2007, mas depois que ele levou 100 pontos da Wine Spectator, ficou praticamente impossível. É bom saber que realmente trata-se de um grande vinho.
    Abraços,
    Flavio

  • Bruno Miguel Jorge
    Responder

    Caro Flávio,

    quando bebi o vinho tirei as minhas notas, teci os meus comentários e pensei para comigo: "como é que eu vou escrever sobre isto? Faltam-me adjectivos e conhecimento sobre vinhos, e mais precisamente sobre Vinho do Porto, para lhe poder fazer justiça". Mesmo assim avansei! Quando fazia o comentário ao vinho tive vontade de colocar somente a palavra perfeição! É um Vintage novo modelar em todos os aspectos.

    O Grahm´s Vintage de 85, bebido no incio de Dezembro do ano passado, não me deixou recordações boas.

    Abraço,

    Bruno

  • Flavio Henrique Silva
    Responder

    Caro Bruno,
    Fico com água na boca só de imaginar esse vinho. A propósito, já provaste o Duorum Vintage 2007? Tenho um na adega e pensava em abri-lo, mas fico na dúvida se não está muito novo. Aprecias um Vintage sempre com um bom Serra da Estrela?
    Abraços,
    Flavio

  • Bruno Miguel Jorge
    Responder

    Caro Flávio,

    bebi o Duorum Vintage 2007 em Dezembro de 2011. Lembro-me que gostei bastante e que está pronto para ser bebido com muito prazer. Atenção ao Duorum Vinatge de 2009: um super vinho! Gosto especialmente de acompanhar Vintages novos com queijos azuis e queijos de pasta dura (Terrincho, Alentejanos secos). Para o Estrela gosto de um branco com madeira, como por exemplo o Pasmados 2008, que dá uma prova monumental com este tipo de queijos.

    Abraço,

    Bruno

  • Flavio Henrique Silva
    Responder

    Obrigado pelas dicas, Bruno! Tentarei encontrar o Duorum Vintage 2009. Ainda não o vi na importadora, apenas o Vinha de Castelo Melhor 2008 (que dizem ser também muito bom).

    Abraços,

    Flavio

Leave a Comment