Duas Quintas 2011

Característica diferenciadora: Douro, classe e 2011.

 

Preço: 10€
Onde: Praticamente em todo o santo local onde se vende vinho…
 
Nota pessoal: 18
 
Comentário:  Pronto… finalmente uma surpresa de cair o queixo!
Não porque seja uma surpresa gostar de Duas Quintas… nada disso. É dos vinhos que provavelmente compro consistentemente há mais anos… e por parvoíce, nunca o guardo o suficiente! É tão bom, que vai-se bebendo…
Então porquê a surpresa? Porque o vinho está extraordinariamente bom!
Opaco, auréola carmim, extravagante qb…
Nariz pujantissimo! Riquíssimo de aromas… Por um lado muito mineral, por outro salpicado de especiaria, e sempre muito fresco… Claramente o perfil de vinho que mais me identifico quando tenho de beber vinhos novos… e 2-3 anos é um vinho novo para mim.
Muito sedutor nos aromas, elegante e vigoroso mas muito engomado.
Fruta vermelha a manifestar-se de forma brilhante… Cereja madura.
Algum lápis. A grafite mesmo, não a apara da Madeira.
Notas de especiaria, que a mim me parecem grãos de pimenta preta acabada de moer. Bom… nada a dizer quanto à qualidade do vinho. Pelo nariz vê-se logo que é muito bom.
Vamos então provar e testar todo este vigor! Boca de sonho!!!! Assombrosa a volúpia imediata que sentimos. Parece que transforma a sala onde estamos numa sala do tempo de Renascimento… pois todo o vinho é simples luxo. E como eu gosto de coisas simples…
Maravilhoso paladar e sensação de tinta da china, escorreito e leve, clean, em construção ainda, mas de fabulosa arquitectura.
Pujante e muita opulência, carregado de acidez e secura a gritar-nos que é cedo para beber… mas está de tal forma bom já que vai ser muito difícil resistir-lhe…
Taninos evidentes ainda mas a augurar muitos anos em cave repletos de prosperidade.
Barrica de excelente recorte, pouco evidente, mas “ouve-se” ao fundo. Exactamente como se quer.
Muita força nos taninos. Final marcante. Curiosamente o final não prima pela elegância… Mas não se pode dizer que é rústico.
Secura fenomenal.
Há medida que respira, a fruta ganha mais protagonismo, ao melhor estilo de Porto Vintage novo, extraído e contido!
Tiro o chapéu! Excelente vinho, a excelente preço dum ano que de facto se anuncia memorável para os vinhos Portugueses.

Provador: Mr. Wolf

Recent Posts
Showing 4 comments
  • Flavio Henrique
    Responder

    Caro Mr. Wolf,
    A cada vez fica confirmada a qualidade da colheita de 2011. Eu gosto demais do Duas Quintas. O Reserva então, julgo um dos melhores tintos portugueses.
    Vou atrás deste 2011.
    Abraços,
    Flavio

  • Mr.Wolf
    Responder

    Flávio,

    Vale muito a pena!

  • L.
    Responder

    fiquei em estado de choque com o rotulo novo.

  • Mr.Wolf
    Responder

    L, concordo… Sinais dos tempos… Por mim, mantinham o antigo… Da década de 90! Se encontrar de 11 prove… Estranhamente, é difícil de encontrar, mas é muito bom!

Leave a Comment