Quinta das Bágeiras Garrafeira 2000


Característica diferenciadora: Sumptuosidade

Preço: 25€-30€… se encontrarem.

Onde: Garrafeiras particulares ou especializadas.

Nota pessoal: 18.5

Comentário:  Que dizer dum vinho com 14 anos que quando se deita no copo está literalmente preto e opaco? 
Não se diz nada. Arregalam-se os olhos! 

Aromas fechados, a muito esforço e cuidada espera, balsâmicos e ligeiramente mentolados.
Muito sério, com fruta escura, mas são as notas balsâmicas que predominam… que carácter único, averso à perfeição… se fosse uma pop star, era bonita com 20, 30, 40, 50 ou mais anos… sem plásticas, silicones, ou o que seja. É bom e bonito, como veio ao mundo… percebem a comparação?

Na prova de boca é magnífico. Muito denso, larguíssimo no alcance imediato e com o equilíbrio que só os grandes vinhos conseguem ter. Os muito grandes… Ao contrário do que é moda agora, este vinho cresce em garrafa. Literalmente.
Aqui não existem carícias de barrica, nem spa nos taninos… Não. Há que esperar pelo tempo certo. Mas quando o tempo chega, é inalcançavel através de “festinhas” como actualmente se faz. E a Baga presta-se como poucas castas a crescer com o tempo.
Que vinho!

É muito, muito, muito bom. É um vinho para qualquer mesa do mundo. Para qualquer apreciador de vinhos, que saiba que vinho não é só o estilo americanizado que se quer, doces, com Madeira a pontapé, e suculentos. 
A suculência deste vinho vem da qualidade genuína e do tempo, duma forma que só estes 2 vectores dois conseguem produzir… Claramente no pódio dos vinhos do ano de viragem do século. Curiosamente, o outro é Baga também é o outro – no meu pódio, naturalmente – é Barca Velha. 

Provador: Mr. Wolf

Recent Posts
Showing 2 comments
  • Flavio Henrique
    Responder

    Ótimas analogias para um vinho que deve ser grande…. Pena eu ainda não conhecer os vinhos da Quinta das Bágeiras. Mas a cada dia fico mais curioso.
    Abraços,
    Flavio

  • L.
    Responder

    portanto… o meu 2008 é para beber em 2020… e tal

Leave a Comment